Logotipo Krefta Vet Center
Atendimento

Atendimento

24 HORAS
Fone / WhatsApp

Fone / WhatsApp

(51) 3737.3235

Endereço

Av. Teresópolis, 3499

O tempo certo de exercícios físicos para os cachorros depende de fatores como porte, raça e idade.

Toda e qualquer pessoa necessita de exercícios físicos para manter-se com a mente e o corpo sãos. Com os pets, principalmente os cachorros, isso não seria diferente! O melhor tipo de atividade física para eles é a caminhada, momento em que podem liberar toda a energia acumulada dentro de casa.

Quanto mais tempo o bichinho for privado de ar livre, mais infeliz ele ficará e causará problemas em casa. A atividade física, além de ser importante para a saúde do seu pet, também é responsável por diminuir o stress, permitir a socialização com outras pessoas e animais, e ainda proporcionar momentos únicos de interação e parceria entre o animal e o seu melhor amigo. A privação desses momentos também pode gerar comportamentos inapropriados, como roer móveis e plantas ou fazer xixi no lugar errado. Esses exercícios auxiliam a manter sua saúde. Por isso, se observar algo diferente durante esses passeios, procure uma clínica veterinária.

É importante saber que nem todos os cachorros precisam do mesmo tempo de exercício. Isso porque, dependendo do porte, da raça e da idade, cada cãozinho tem disposição para gastar mais ou menos energia. Para a maioria dos animais, apenas um passeio no quarteirão não é o suficiente para liberar toda a energia; é preciso de 30 a 60 minutos duas vezes por dia, com a possibilidade de soltar a coleira e deixar o pet correr por um tempo.

Cachorro caminhando com o dono

Porte

Em geral, cachorros de pequeno porte precisam de exercícios mais curtos, enquanto que cães de grande porte possuem mais energia para gastar. As raças pequenas, como Yorkshire, e Bulldog francês precisam passear em lugares espaçosos e correr livremente. No entanto, não necessitam de longas caminhadas e exercícios físicos intensos: dois passeios de 30 minutos com exercício incluídos e outros dois mais tranquilos e curtos são o suficiente. Se o pequeno tiver tendência a problemas respiratórios, como o Pug, é comum que ele fique sem ar nos passeios intensos ou de longa duração.

Raça

A raça também é um fator importante na hora de levar seu pet para caminhar: aquelas que nos primórdios eram utilizadas para caça, como o Pastor Alemão e Labrador, necessitam de muito mais exercício do que um Chow Chow, por exemplo, que era utilizado como cão de guarda. Cachorros nórdicos, como o Husky, por exemplo, foram criados para trabalho e corrida, e precisam, além das caminhadas diárias, de exercício em um parque ou uma área verde em que ele possa correr, brincar com a bolinha, ou até mesmo enfrentar desafios que tenham obstáculos. Já os cães de caça, como Beagles ou Galgos, precisam de passeios intensos que permitam explorar o olfato e fortificar a musculatura, intercalados com saídas mais tranquilas.

Idade

A idade do pet influencia na necessidade de atividade física. Quando estão em pleno crescimento, os cãezinhos têm muita energia para gastar e o recomendável é que sejam realizados dois passeios por dia, de 20 minutos cada um, para que ele comece pouco a pouco a se habituar ao exercício físico. Não é aconselhável começar com passeios longos, mas sim aumentar o tempo de caminhada pouco a pouco. Já os animais idosos, como não possuem tanta energia e podem sofrer problemas de saúde, devem ter passeios mais curtos e menos rigorosos.

Durante as saídas, caminhadas e exercícios físicos, alguns cuidados devem ser tomados para que o cãozinho não volte para a casa com uma experiência negativa, além de provar que ser um dono consciente é o melhor para o pet:

Evite altas temperaturas
Cachorro caminhando em altas temperaturas
Exercícios físicos: Evite altas temperaturas

Os cães não possuem glândulas sudoríparas no corpo para liberar o calor como os humanos e transpiram pela língua. Assim, é importante evitar altas temperaturas durante as caminhadas com seu pet para ele não sofra com o calor e para não queimar as patinhas no chão. O horário entre 10 e 16 horas, período do dia em que a temperatura está mais elevada, deve ser evitado.

Pelos curtos no verão

Quando a estação mais quente do ano chega, é preciso escolher uma tosa mais curta para seu pet, pois os pelos, embora sejam charmosos, fazem com que a temperatura corporal do cãozinho suba, o que é agravado durante os passeios. Existem tosas especiais para cada raça que não deixam o animal perder a identidade mesmo com os pelos curtos.

Hidratação
Cachorro sendo hidratado
Exercícios físicos: Hidratação

Assim como nós humanos, os pets precisam de hidratação o tempo todo. Por isso, para manter seu cão saudável e proporcionar um passeio mais prazeroso, leve sempre água para ele se hidratar. Atualmente no mercado pet existem garrafas de água com bebedores portáteis que são perfeitas para esses momentos.

Confira também:

Quais são os cachorros mais inteligentes?
Coleira e focinheira
Passear com cachorro de coleira
Exercícios físicos: Coleira e focinheira

Deixar seu cãozinho solto fora do ambiente restrito para isso durante o passeio pode ser perigoso para ele e para as pessoas ao redor, por isso é importante que ele esteja sempre com uma coleira funcional e adequada para o pet. Além disso, cachorros de algumas raças são obrigados por lei a utilizar focinheiras durante passeios ao ar livre, mas elas devem ser de modelos que permitam a salivação.

Leve saquinhos para fezes
Recolhendo sujeiras do cão durante passeio
Exercícios físicos: Leve saquinhos para fezes

A maioria dos pets aproveita a caminhada para fazer as necessidades. Por isso, leve sempre saquinhos plásticos para recolher as fezes do seu bichinho, ajudando a manter as calçadas, ruas e parques limpos para os demais pedestres. Algumas coleiras já vem com um dispositivo apropriado para as sacolinhas.

Saiba a hora certa de voltar para casa
Cachorro cansado após caminhada
Exercícios físicos: Saiba a hora certa de voltar para casa

Perceber as reações do cachorro durante um passeio não é só importante para a segurança de todos ao redor, mas também para saber qual é o momento certo de voltar para descansar em casa. Quando o cão se nega a caminhar, passa muito tempo com a boca aberta e fica com a respiração ofegante, quer dizer que ele está cansado e pode ser uma boa ideia fazer uma pausa antes de retornar.

Esperamos que esse artigo possa ajudar a tirar quaisquer dúvidas com relação à saúde dos Pets. Caso você precise de mais informações basta entrar em contato com a Vet Quality.

Deixe um comentário